domingo, 26 de fevereiro de 2017

As {lindas} cores de La La Land

No sábado (25), finalmente assisti La La Land – Cantando Estações. E confesso que fiquei maravilhada com a fotografia do filme!!!


Crédito: imagem da internet

Minha intenção nesse post não é dar spoiler (e nem se eu quisesse... sou péssima pra explicar enredo de filmes), e sim compartilhar a sensação que tive ao ver a explosão de cores que a película proporciona ao longo da trama.

Porém... preciso dar pelo menos uma explicação sobre o que se trata o filme. Por isso, vou pegar a sinopse do Adoro Cinema pra facilitar a minha vida ;D

Ao chegar em Los Angeles o pianista de jazz Sebastian (Ryan Gosling) conhece a atriz iniciante Mia (Emma Stone) e os dois se apaixonam perdidamente. Em busca de oportunidades para suas carreiras na competitiva cidade, os jovens tentam fazer o relacionamento amoroso dar certo enquanto perseguem fama e sucesso.

Agora, vamos lá!

Crédito: giphy.com

Já bem no começo, você percebe o que aguarda ao londo do filme: cores, músicas e situações que parecem ter saído de fitas dos anos 1950 e 1960. Em todas as cenas (sem exceção), você consegue perceber/sentir as emoções dos personagens.

As cenas da Mia são, em parte, bem coloridas: há vermelho, azul, verde e principalmente, amarelo. A personagem é alegre e positiva, e isso é transmitido em suas passagens  e em suas roupas (sério, eu quero o guarda-roupa dela)!

Crédito: imagem da internet

Já as cenas de Seb (Sebastian) são um pouco mais sóbrias, com tons de marrom e azul escuro, caracterizando bem a personalidade séria e melancólica do personagem (e apesar desse descrição, eu quero um Seb tocando pra mim todos os dias).

 Crédito: imagem da internet

Mas toda vez que apareciam os dois juntos, tons dioxazine, vermelho neon, roxos dão um toque lúdico a trama dos dois! Na minha opinião, essas passagens de cores são o ponto alto do filme, pois me transmitiu toda a emoção, toda paixão que os personagens sentem um pelo o outro.

Crédito: imagem da internet

La La Land não é só um bom filme, mas também é uma explosão de sentimentos, com uma belíssima fotografia e história encantadora e fora do óbvio que estamos acostumados a assistir.

É isso aí!
Até mais!
Bjus

Nenhum comentário: